apple (novamente) processada
7 de julho de 2007
Parece que em 1979 um tipo chamado Louis Psihoyos, fotógrafo de profissão, fez uma imagem constituída por centenas de ecrãs de TV, dispostos circularmente para dar a sensação de uma parede multimédia.

Acontece que há bem pouco tempo a Apple fez algo semelhante para promover a sua Apple TV, lançada recentemente. E claro o sr. Louis Psihoyos processou a Apple alegando violação dos direitos de autor. Ora, pelos vistos a Apple tinha conhecimento dos direitos de autor e até contactou Psihoyos no sentido de obter autorização para o uso da ideia, e tendo este recusado, usou à mesma. Até aqui tudo bem, se sabiam, porque é que seguíram em frente? Mas isto levanta uma questão de fundo:

Até que ponto é legítimo uma pessoa processar outra apenas porque esta se inspirou no seu trabalho? Moralmente, entenda-se. É que isto começa a roçar o ridículo. De um momento para o outro decido tirar uma fotografia a uma árvore no meu quintal e deposito direitos de autor, obrigo todos os que fizerem trabalhos fotográficos tendo por ponto central uma árvore a pagarem-me os direitos de autor. Toda a gente pode processar toda a gente por toda e qualquer coisa. Acho que está na altura de tirar o véu da cara e encontrar uma verdadeira alternativa às patentes. Qualquer dia estará tudo patenteado e não poderemos dar um passo sem ter que pagar a alguém. Welcome to the real silly world.
1
what people said?
1 comment(s)
Blogger JOINCANTO 9/7/07 19:28
Apoiado!
Boa posta.

 

post a comment!