formulários em catadupa
28 de janeiro de 2008
O meu dia-a-dia mudou e encheu-se de formulários e entrevistas. Ando muito de carro, mas também ando a pé com uns sapatos de cerimónia que pouco a pouco vão rebentando com os meus segmentos distais. Passei a lidar com pessoas diferentes e consequentemente a ter que levar com vários tipos de respostas, que vão desde o «Não, muito obrigado!» até ao «Mas olhe que quem trata disso é o senhor José e ele não está, volte na próxima semana, está bem? Faz-me esse favor?». Faço. Que remédio tenho eu senão voltar na próxima semana, não é verdade? Mas isto sou eu a imaginar o futuro, porque a próxima semana ainda está para acontecer, está claro. Tenho inclusivamente o exemplo de uma cliente que me pediu licença, enquanto estávamos reunidos, para dar um valente insulto à sua sócia. Isto é que é educação, viram? O chato disto tudo é que vejo-me obrigado a vestir uns trapos mais formais, para não parecer demasiado ignóbil quando abordo as pessoas. E pronto, o meu dia-a-dia passou a ser este. Das nove às sete.
3
what people said?
3 comment(s)
Blogger Celso 29/1/08 21:43
Pera lah...tambem andas a vender enciclopedias de porta em porta??! Eh uma vida dura meu amigo. Durerrima.

PS: Quando eh que colaboramos aih num projectozeco?

 

Blogger Luis Alves Pinto 29/1/08 21:55
Enciclopédias não, mas telefone+ADSL a custos competitivos, isso...

PS: quando quiseres. :p

 

Blogger Luis Alves Pinto 29/1/08 21:55
PS (2): ah, e não é porta a porta, é em meio empresarial. :)

 

post a comment!